Todo tricô é feito de ponto meia e ponto tricô, mas nem todos os tricoteiros tricotam da mesma maneira. Existem diferentes formas de tricotar, ou seja, diferentes “estilos”. Você sabe qual é o seu?

 

Estilo inglês X estilo continental

Os dois estilos de tricô mais comuns são o inglês e o continental. No estilo inglês, a lã é segurada na mão direita, juntamente com a agulha vazia. Já no estilo continental, a lã é tensionada na mão esquerda, que segura a agulha com os pontos da carreira anterior. O estilo continental costuma ser mais rápido que o inglês, pois exige menor movimentação das mãos.

estilo de tricô inglês
Ponto meia em tricô inglês.
estilo de tricô continental
Ponto meia em tricô continental.

 

Estilo de tricô português

O tricô à portuguesa também é conhecido como estilo peruano, inca, grego ou turco. Nessa técnica, a lã é tensionada ao redor do pescoço e o polegar é usado para formar o ponto na agulha. Algumas pessoas preferem tensionar o fio passando-o por um broche preso próximo ao ombro esquerdo. No tricô à portuguesa mãos se mexem pouco, e por isso é melhor para quem sofre de artrite ou algum outro problema causado por esforço repetitivo.

estilo de tricô português
Ponto tricô feito no estilo português.

 

Estilo de tricô irlandês

O estilo irlandês (Irish cottage knitting) também é conhecido como tricô “alavanca” (lever knitting). Essa técnica é uma variação do estilo inglês, em que a lã é segurada na mão direita. No entanto, a agulha direita não se mexe, ficando fixa abaixo da axila ou em um cinto chamado “makkin”, ou então segurada como um lápis. Dessa maneira, apenas a agulha esquerda é movimentada. O fio é tensionado nos dedos inferiores da mão direta, enquanto o indicador e o polegar manipulam os pontos.

O estilo irlandês é considerado a técnica mais rápida e mais ergonômica e, por isso, é muito usado por quem vive de fazer tricô. Aliás, esse é o estilo preferido das tricoteiras mais rápidas do mundo, que chegam a fazer até 80 pontos por minuto!

 

Estilo de tricô combinado

Essa técnica mistura o método de tricô ocidental com o oriental (comum na Ásia, África e países islâmicos). A diferença entre os dois métodos é a orientação dos pontos na agulha. No tricô ocidental, a “perna” direita do ponto fica na frente da agulha, enquanto a esquerda fica atrás. Já no oriental, a posição fica trocada. Pareceu confuso? Dê uma olhada nas fotos abaixo que você entende.

Orientação dos pontos de tricô
Orientação dos pontos: comum x torcida.

No estilo combinado, ao se fazer ponto tricô, a lã é passada em volta da agulha no sentido horário. Assim, os pontos ficam com a orientação trocada (torcidos). Já ao se fazer o ponto meia, tricota-se pela “perninha” de trás do ponto, o que faz com que o resultado não fique torcido.

 

Afinal, qual é o melhor estilo de tricô?

Na verdade, nenhum estilo é melhor que o outro. Alguns são mais rápidos ou ergonômicos que outros, mas o importante é que você se sinta confortável ao tricotar. Meu estilo natural é o continental, mas já tricotei à portuguesa. Acho que vou praticar um pouco mais porque me parece um método bem prático.

Saber tricotar em mais de um estilo pode ser bem útil para evitar fadiga e lesões. Mas tome cuidado ao trocar de estilo no meio de um projeto, pois a tensão pode mudar e o resultado será uma peça deformada. Além disso, tricotar jacquard fica mais simples se você conseguir tensionar cada fio em uma mão.

Se você conhece algum outro estilo de tricô que não citei aqui, me conte nos comentários!

Deixe seu comentário